Cinco dicas para começar a apreciar vinhos

Cinco dicas para começar a apreciar vinhos

Cinco dicas para começar a apreciar vinhos

Não é raro que a imagem de apreciadores de vinho envolva ambientes sofisticados, bebidas caras e rituais complicados. Quem olha em um primeiro momento, acredita que jamais será capaz de identificar todos os aromas, sabores e outras características geralmente ressaltadas por quem entende de vinho.

A verdade, no entanto, é que vinho nada tem a ver com ostentação ou elitismo.  Muito pelo contrário, qualquer pessoa pode aprender a apreciar uma das mais antigas bebidas criada pelo homem.

Bem diferente do que se imagina, não é preciso ser especialista em vinhos para degustá-los. Basta estar disposto a experimentar novos sabores e, aos poucos, ir conhecendo e entendendo o que a bebida tem de melhor.

Ou seja, para beber – e gostar – basta começar! Como? Separamos algumas dicas que podem ajudar quem pretende descobrir todos os sabores e possibilidades que uma boa garrafa de vinho é capaz de oferecer.

Comece a beber

Parece bobagem, mas o primeiro passo é começar. Para apreciar algo, é preciso antes provar e ir aos poucos tendo novas experiências.

É muito comum não gostar de vinho logo de cara, mas à medida de que você se permite experimentar vai incluir a bebida de vez na sua vida.

Escolha a bebida certa

Quem não tem o hábito de beber pode começar com vinhos e espumantes mais adocicados ou meio doces. Por serem mais agradáveis ao paladar, são os ideais para quem está começando.

Descubra novos sabores

Depois de começar pelos mais doces, o próximo passo é, aos poucos, experimentar novos sabores. Com o tempo, seu paladar vai evoluindo e você vai aceitar com mais facilidade vinhos mais secos ou frutados. Quando começar a apreciar essas opções, aventure-se nos tintos.

Conheça suas preferências

Nenhum vinho é igual ao outro. O ideal, para quem está começando, é apostar em vinhos a base de uvas mais leves, aromáticas e com pouca complexidade. No caso dos espumantes, opte por aqueles feitos com uva moscatel, que são mais doces.

À medida que você for conhecendo diferentes tipos de vinho, vai começar a identificar suas preferências e, a partir disso, fazer escolhas mais acertadas de acordo com o que você mais gosta. Mas não deixe de experimentar novos sabores.

Beba com moderação

Cuidado com o exagero. Assim como qualquer bebida alcoólica, vinho também pode fazer você passar mal se for consumido em excesso. E além da ressaca, você vai acabar criando uma “antipatia inconsciente” pela bebida, o que pode acabar estragando o seu aprendizado.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Conheça nossa linha de Espumantes