Curiosidades sobre o vinho que você não sabia

Curiosidades sobre o vinho que você não sabia

Curiosidades sobre o vinho que você não sabia

Desde os primeiros registros históricos, o vinho sempre foi cercado de lendas, mistérios e curiosidades. Sua presença em importantes acontecimentos e períodos da história antiga da humanidade deu a bebida um simbolismo místico. Até mesmo em diferentes religiões, como a católica e na mitologia grega, a bebida tem seu reconhecimento por fazer parte da evolução do homem. Mais do que acompanhar os grandes banquetes em reinos no continente europeu,durante a Idade Média, na cultura ocidental o vinho foi protegido e perpetuado por Baco, versão romana do deus grego Dionísio. Para uns, símbolo de requinte e status, para outros, sinônimo de diversão e prazer, o vinho possui situações curiosas particulares que podem mudar seu ponto de vista e fazer você ver uma simples garrafa da bebida com outros olhos.

Saúde!

Na Grécia antiga, os casos de assassinato por questões de poder e paixões eram muito comuns. Uma das formas mais utilizadas para que não se deixassem rastros do crime era o envenenamento de bebidas. Depois de muitas ocorrências desse tipo de acontecimento, criou-se o costume de que o anfitrião que oferecesse o vinho aos seus convidados tomasse o primeiro gole para provar aos convidados de que a bebida estava segura para consumo. Daí a expressão “Saúde!”.

E-book Vinhos

Vinho é coisa séria

Apesar da bebida possuir ligação com diversão, celebrações e festas, o seu consumo possuía algumas regras rigorosas na antiguidade. Durante esse período, as mulheres eram privadas de diversas situações, como estudos, política, eventos esportivos e, inclusive, o consumo do vinho. As romanas poderiam ter pena de morte caso fossem pegas consumindo a bebida de seus maridos. Na melhor das hipóteses, elas eram rejeitadas e recebiam o divórcio de seus companheiros. Já para os comerciantes que vendiam o vinho, caso houvesse a suspeita de fraude da bebida, a pena estipulada para esse crime no Código de Hammurabi era a morte por afogamento em um rio.

Que medo

A fobia, ou medo, é algo muito comum na população. Do escuro, de insetos, de altura, de fantasmas. Enfim, cada pessoa tem um trauma que pode acompanhá-la pelo resto da vida. Mas você já ouviu falar da eonophobia? Acredite se quiser, esse nome é dado a pessoas que tem medo do vinho. Isso mesmo, medo do vinho! Na verdade, a fobia está associada ao medo das bebidas alcoólicas e à intoxicação. Para outros, esse medo pode resultar da responsabilidade na escolha do vinho para uma festa, com o receio de optar por um tipo não adequado, ou pelo simples fato de ter exagerado no consumo em determinada situação que resultou em intoxicação. Apesar de não ser muito comum, os pacientes podem exibir sintomas de ansiedade, como palpitações, tremores, falta de ar e podem repelir a idéia de beber vinho. Se eles acidentalmente consumirem o produto, as consequências podem ser o vômito e fortes dores abdominais. O tratamento inclui psicoterapia comportamental e cognitiva sem a utilização de remédios.

Agora você já tem diversas curiosidades para poder debater com seus amigos e familiares durante aquele almoço ou jantar enquanto apreciam um bom vinho Peterlongo. Acesse nosso site e escolha o tipo perfeito para você e seus convidados poderem desfrutar desse momento especial com mais qualidade e sabor.

Nos conte sua opinião sobre as curiosidades a respeito do vinho e compartilhe conosco mais histórias sobre essa bebida dos Deuses.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Conheça nossa linha de Espumantes