Espumantes brasileiros

Espumantes brasileiros

Espumantes brasileiros

Existe um ditado popular que diz que “santo de casa não faz milagre”. E é muito comum, especialmente aqui no Brasil, não valorizarmos os produtos que são “de casa”. Mas se tem algo que é produzido aqui e que faz muito milagre, tanto aqui como no mundo todo, são os espumantes brasileiros.

Não é a toa que cada vez mais os rótulos produzidos aqui têm ganhado destaque no mercado de bebidas, principalmente pela qualidade que oferecem. Recentemente, uma das revistas sobre vinho mais respeitadas do mundo, a inglesa Decanter, produziu duas matérias elogiando os vinhos e espumantes brasileiros.

A publicação, de outubro deste ano, ressalta não apenas nossas bebidas, mas a serra gaúcha como a principal região produtora, com destaque para o moscatel brasileiro e à leveza dos espumantes produzidos pelo método Charmat.

E essa não é apenas a opinião de um apreciador, já que os dados mais recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) mostram que as exportações de vinhos e espumantes brasileiros cresceram 32% em valor no primeiro semestre de 2018.

De acordo com a pesquisa, entre janeiro e junho de 2018, o maior destaque foi para os espumantes, que obtiveram um crescimento de 61,2% em litros e 29,2% em valor, se comparados ao primeiro semestre de 2017. Falando em 2017, só no ano passado, as empresas do Rio Grande do Sul comercializam 17,4 milhões de litros de espumantes e moscatéis. Isso só no mercado interno.

Já no mercado externo, entre os principais compradores dos nossos espumantes estão Paraguai, Estados Unidos, Cingapura, Colômbia e Reino Unido. Esse apreço que os estrangeiros têm pelo nosso espumante faz com que cada vez mais nossa bebida conquiste espaço em premiações internacionais, ganhando, inclusive, prêmios.

Nosso Peterlongo Presence Espumante Moscatel e Peterlongo Presence Espumante Brut, por exemplo, conquistaram medalhas de ouro e prata, respectivamente, no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018, realizado na Espanha, em fevereiro. O concurso reuniu 705 amostras de 14 países e um júri formado por 40 especialistas premiou 12 espumantes brasileiros.

Conheça nossa linha de Espumantes

Clima favorável e investimento em tecnologia

O Brasil é, atualmente, o quinto maior produtor de vinhos da América do Sul e um dos mercados mais promissores. Para se ter uma ideia, nosso país possui cerca de 83,7 mil hectares de uvas finas plantadas, em seis regiões principais. Ao todo, são em torno de 1,1 mil vinícolas nos quatro cantos do Brasil.

Entre as principais regiões produtoras de espumantes no país estão o Rio Grande do Sul (serra gaúcha, campos de cima da serra, campanha, serra do sudeste), Santa Catarina (planalto catarinense) e o nordeste (vale do São Francisco). Só a serra gaúcha é responsável por 85% da produção nacional de vinhos.

Já quando falamos em fatores que fazem do espumante brasileiro um dos melhores do mundo estão as diferentes características físicas e climáticas, que favorecem a elaboração de exemplares capazes de agradar os diversos paladares.

Na serra gaúcha, por exemplo, o clima temperado subtropical e solos argilo-ferrosos ácidos, com boa drenagem, ricos em potássio e pobres em fósforo são ideias para a elaboração de vinhos-base para espumantes, com baixo teor de álcool, alta acidez e ótimos aromas. Outro fator importante é a preocupação de produtores em investir cada vez mais em pesquisa e tecnologia para ter à disposição o que existe de melhor no mercado.

E você, que tal dar uma chance para um “santo de casa”? Nossa dica é pesquisar e descobrir os rótulos de espumantes brasileiros que fazem sucesso lá fora, como os nossos. A gente garante que você não vai se arrepender!

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Conheça nossa linha de Espumantes