Saiba como é produzido o suco de uva integral

Saiba como é produzido o suco de uva integral

Saiba como é produzido o suco de uva integral

Graças a divulgação de pesquisas científicas que incentivam a busca por uma alimentação cada vez mais saudável e um reposicionamento da cadeia produtiva da vitivinicultura, está ocorrendo uma mudança no comportamento dos consumidores, acarretando em um crescimento de mais de 100% na fabricação de suco de uva integral no Brasil nos últimos cinco anos. Segundo o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o Rio Grande do Sul, além de ser o responsável por 90% do abastecimento nacional da bebida, comercializou 100 milhões de litros em 2017, com um faturamento projetado de cerca de R$ 800 milhões.

O consumo do suco de uva integral tem crescido significativamente nos últimos anos no Brasil. De acordo com o Sistema Integrado de Declarações Vinícolas (SisDeclara), nos últimos cinco anos registrou-se um aumento médio de 400%, com um crescimento anual de cerca de 30%. O que antes era apenas uma alternativa de consumo para a população, já garantiu seu espaço na mesa dos brasileiros. Por isso, você deve ficar atento com relação a procedência da bebida que consome. Busque indústrias que possuam certificações e garantias de qualidade em seus produtos, como é caso do suco de uva integral da Peterlongo.

Nem tudo que tem uva é suco

Mas qual é o processo que a fruta passa para que chegue até sua mesa com segurança e qualidade garantidas? Basicamente, o suco de uva é a bebida não fermentada e não diluída, obtida da parte comestível da uva. O processo inicia com a colocação das uvas em um recipiente e o suco é cuidadosamente extraído por meio de tratamento térmico e por maceração, evitando que o grão seja esmagado para não dar gosto amargo à bebida. A partir desse momento, o líquido extraído pode ser pasteurizado e engarrafado. Se esse for o processo a ser seguido, teremos como resultado o suco de uva integral.

Baixe o infográfico

Trata-se de um processo que origina um suco diferenciado a cada safra disponível, semelhante a produção de vinho, pois esse fruto vai refletir na qualidade e nas características do produto a cada ano. Outra possibilidade é estabilizar, concentrar e armazenar o suco de uva para reconstituí-lo e, posteriormente, o envasar. Neste caso, pode-se elaborar um suco com características mais parecidas ao longo dos anos. Outra definição importante é que o suco, assim como o vinho, pode ser tinto, rosé ou branco.

Da indústria até sua mesa

Para entendermos melhor o processo, precisamos saber o motivo pelo qual essa bebida recebe a denominação de integral. Esse suco recebe esse rótulo porque não foi acrescentado açúcar durante a sua preparação, pois as frutas já são doces naturalmente. É o suco que não foi reconstituído, não foi mexido. Ou seja, está na sua concentração natural e sem adição de nenhuma outra substância que não seja o líquido extraído da fruta. Em outros países se utiliza a expressão “not from concentrated”, ou seja, não proveniente de suco concentrado: este é o suco integral. Os demais são os “from concentrated”, ou seja, feitos a partir de suco concentrado. Essa regra vale para todos os tipos de suco. Entretanto, há uma exceção prevista na Portaria do Ministério da Agricultura nº 001/1987 que permite a adição de conservantes a estes produtos, mas neste caso isso deverá estar expresso nos ingredientes do rótulo.

Para garantir que você esteja degustando um produto de qualidade e procedência, escolha o suco de uva integral da Peterlongo. Seja com os amigos ou a família, aproveite este verão com um delicioso e refrescante suco de uva. Compartilhe conosco porque você colocou a bebida na sua dieta alimentar e os resultados desse consumo. Escolha o melhor!

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Conheça nossa linha de Espumantes